Acredite nos que buscam a verdade... Duvide dos que encontraram! (A.Gide)

15 agosto 2009

Lembranças do Céu (1)

Quase 3 da manhã conversando na cama -- que outra hora esta cidade devoradora nos deixa para alguma vida pessoal? --, de repente li que esta noite, por volta das 4, seria o auge da chuva de estrelas cadentes conhecidas como Perseidas: uma nuvem de fragmentos que a Terra atravessa todo ano, meras pedrinhas sem brilho que quando finalmente encontram alguém em quem se esfregar pegam fogo e viram luz.
 
Acordado na cama, por que não na varanda? Não, não fiz a cama na varanda, não estou em Minas, aqui faz frio, se der um vento vai me cobrir não é de flor... Blusas, óculos, saio em busca do céu nordeste de que o artigo falava, e dou com uma linda lua minguante. Linda, mas intercalada entre os dois postes com luz de sódio que já ocupam o norte e o leste, ajudou a diminuir as esperanças de ver as tais Perseidas. Ainda mais que também o nordeste é ocupado, e justo por esse outro tipo de estrelas decadentes que são as luzes da Paulista!
 
Ainda assim saí. 3 da manhã, o barulho da Avenida João Dias não diminuiu nem um pouquinho: reboa no céu como em todas as outras 24 horas, só que nas outras eu nunca mais parei pra ouvi-lo. Passos pelas ruas, vozes, músicas em festas -- o de sempre das 3 da manhã de um sábado nesta faixa da periferia paulistana. O que não era de sempre era eu olhando para o céu. Como costumava fazer há anos, tantas vezes com uma lanterna e um mapa celeste nas mãos...
 
As estrelas cantam tão bonito, mas sempre a mesma música, ano após ano, e o ser humano é tão sedento de novidade... Pouco a pouco fui deixando a amizade das estrelas e procurando companhias mais terrestres pras minhas noites -- mas às vezes... que saudade!
 
Reparo no Órion já inteiro acima do horizonte. Há quantos meses ele andava viajando por outras partes do mundo! Começa a voltar para cá, ele com o verão em que ele reinará vigoroso no alto do céu... E com ele Sírius, linda, realmente cintilante, e pro outro lado Aldebarã.
 
Aldebarã!! "Iremos a Aldebarã / enfrentado as aspas do Touro...", escreveu Helena Kolody, poeta maior da minha terra... (CONTINUO DE DIA, QUE O GÁS ACABOU BEM ANTES DA COMIDA ESTAR NO PONTO!!)
 
 
 
.........................................................
Ralf Rickli • arte em idéias, palavras & educação
http://ralf.r.tropis.org • (11) 8552-4506

Um comentário:

  1. sempre gosto de olhar pras estrelas e de ler sobre estrelas e de ver imagens de estrelas... e daí aqui a gente tem essa carência pelas estrelas, então o jeito é viajar pra ver estrelas... e isso é muito bom, nos salva da loucura, pelo menos por alguns dias...

    ResponderExcluir