Acredite nos que buscam a verdade... Duvide dos que encontraram! (A.Gide)

20 novembro 2010

Onze CDs que podem combinar com um DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

.
Sem muitas explicações, já que a música é uma arte que fala por si:
.
Balé "Z - 300 ANOS DE ZUMBI", de Gilberto Gil e Germaine Acoigny. Não se trata de canções, mas de música sóbria (erudita contemporânea, minimalista) para falar de um tema histórico duro. Música mais para consciência que para mera festa.
.
• Os AFRO-SAMBAS de Baden Powell e Vinicius de Moraes (1962), em duas versões: Baden Powell com Quarteto em Cy (1990) e Mônica Salmaso com Paulo Belinatti (1995).
.
• Toumani Diabaté: MANDÉ VARIATIONS (2008) e NEW ANCIENT STRINGS (1999) - dois discos do maior virtuose atual da kora, a harpa clássica do Máli
.
E ainda: os magistrais discos iniciais de 3 grandes cantoras negras de língua inglesa:
.
Nina Simone: LITTLE GIRL BLUE (1958)
.
Roberta Flack: OS QUATRO PRIMEIROS DISCOS 
First Take (1969), Chapter Two (1970), Quiet Fire (1971), Killing me Softly (1974). 
Transitando entre o romântico sofisticado e o político idem, quatro discos extraordinários, difíceis de classificar... o que torna trágico que após o sucesso de Killing me Softly Roberta tenha se deixado comprar pela indústria para ser "a rainha da discoteque", com um trabalho raso e sem caráter que não chega a 10% destes primeiros discos - que merecem ser ouvidos para sempre.
.
Joan Armatrading: STEPPIN' OUT (Inglaterra, 1979) - vozeirão afirmativo que pode espantar nos primeiros minutos... mas tem uma força, sensibildiade e swing que também não podem ser esquecidos! 
.

Bebês já julgam intenções boas e más, diz estudo


http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/2010/11/17/bebes-julgam-intencoes-boas-e-mas-diz-estudo.jhtm

17/11/2010 - 19h36

Bebês julgam intenções boas e más, diz estudo

Por Por Sindya N. Bhanoo
The New York Times

Entender a intenção do outro é uma importante habilidade para advogados, e talvez também para políticos e executivos. Porém, segundo um novo estudo, essa é uma habilidade que até mesmo os bebês dominam.

Pesquisadores do Instituto Max Planck de Antropologia Evolucionária, na Alemanha, relatam que crianças com até três anos são menos propensas a ajudar alguém depois que o veem fazendo mal a outra pessoa – neste caso, atores adultos rasgando o desenho ou quebrando o pássaro de argila de outro adulto.

O mais intrigante é que as crianças julgaram as intenções das pessoas. Quando alguém tentava fazer mal ao outro, mas não conseguia, as crianças ficavam menos propensas a ajudar aquelas pessoas em outra ocasião.

Porém, quando observavam uma pessoa fazer o mal acidentalmente a outro, eles demonstravam mais chances de ajudar aquela pessoa.

“Há tempos se pensava que era apenas numa idade mais avançada, por volta dos 5 ou 6 anos, que as crianças ficavam conscientes das intenções das pessoas”, disse Amrisha Vaish, uma autora do estudo e psicóloga desenvolvimentista do Instituto Max Planck. “Ajudar somente aqueles que ajudam os outros é, na verdade, uma habilidade bastante sofisticada”.

Trata-se de uma forma de cooperação que provavelmente permitiu o surgimento e a manutenção da sociedade humana como ela é hoje, afirmou ela.

A pesquisa aparece na revista “Child Development”.


07 novembro 2010

Sinal de fumaça rápido da beira da Bahia de Todos os Santos

.
Amigos,

não tenho dado conta, nestes 12 dias de Salvador, de manter a correspondência necessária sobre nenhum assunto, nem de escrever relatos & reflexões sobre a experiência, como gostaria.

O que inevitavelmente me faz lembrar um diálogo de um filme que não assisti, relatado por um amigo: o rapaz pergunta à garota: "você tem um diário"?  Ela: "por que essa pergunta?"  E ele: "porque tem dois tipos de garotas, as que escrevem diários, e as que não têm tempo de escrever diários porque estão vivendo"...

Claro que isso é relativo, pois pelo meu jeito pessoal ser proibido de escrever seria mais ou menos como ser condenado à morte...  Mas existem momentos e momentos, é claro. E neste momento tão pouco verbal tenho tentado fazer pelo menos alguns relatos visuais. Esta mensagem é para compartilhar UMA das fotos, e os links das demais publicadas:



• VARIAÇÕES SOBRE UM TEMA BARROCO BAIANO - ou melhor: Variações baianas sobre um tema barroco num dia de finados
- 11 fotos no blog Pluralf
http://pluralf.blogspot.com/2010/11/variacoes-sobre-um-tema-barroco-baiano.html

• A VIDA INICIADA EM 26.10.2010 - 48 fotos (até hoje) no Facebook, acessíveis a todos pelo link

http://www.facebook.com/album.php?aid=254441&id=675398420&l=2f4e168e27

Tem também um álbum no orkut, basicamente com as mesmas fotos do Facebook, mas é acessível só a membros do orkut. Como tem uma ou outra foto a mais, quem for membro & quiser, que procure :D

Abraços CALOROSOS a tod@s,
Zé Ralf

06 novembro 2010