Acredite nos que buscam a verdade... Duvide dos que encontraram! (A.Gide)

23 janeiro 2009

Pedagogia Waldorf e transformação social: compartilhando reflexões

.
Compartilho aqui a mensagem que mandei hoje cedo aos colegas do curso Pedagogia da Arte da Paz, que é uma especialização em educação infantil com base na Pedagogia Waldorf
.
.........................................................
.
Caros colegas
.
Recebi a seguinte frase de Ivan Illich, o mais ferrenho e lúcido inimigo da instituição "escola" nos anos 70-80.
.
Escola é a agência publicitária que faz você acreditar
que precisa da sociedade do jeito que ela está.
 
(School is the advertising agency which makes you believe that you need society as it is).
.
É sério. E é por isso que até hoje trabalhei com educação fora da instituição escolar...  mas sem jamais perder a esperança de que possamos ter uma escola que seja outra coisa!
.
Naturalmente a Waldorf já pretendia, desde o início, ser uma outra coisa - mas não me parece garantido que realmente cumpra o papel transformador para o qual foi concebida caso a gente não assuma isso conscientemente!
.
Ontem, na aula da Prof.ª Helena Urben, falei várias coisas que ficaram pela metade... Uma delas foi a observação de que o sistema escolar alemão faz com que já aos 10 anos de idade a criança tenha que entrar por um ou por outro tipo  de carreira escolar num ato mais tarde irreversível - mantendo assim a divisão da sociedade entre elites dirigentes e técnicos executores (ainda que de alto nível). Hoje há tentativas (ainda não generalizadas) de retardar em dois anos essa decisão tão dramática, com os "Orientierungsstuffe", ou "séries de orientação".
.
Mas o objetivo de ter falado disso era dizer o seguinte, que acabei não dizendo: é quando temos conhecimento desse sistema, que vem de séculos, que podemos avaliar o quanto a Escola Waldorf foi uma proposta socialmente revolucionária na Alemanha - pois ela fura essa divisão ao oferecer uma escola única e abrangente até o fim do Ensino Médio. E isso eu só percebi de ontem para hoje, a partir daquelas questões que surgiram na aula da Helena.
.
Nunca se deve desconsiderar que Rudolf Steiner propôs a Trimembração Social e a Pedagogia Waldorf ao mesmo tempo, no ano em que terminou a I Guerra Mundial (1919), as duas explicitamente como investimentos na criação de uma sociedade mais sã, diferente da anterior, que havia conduzido inevitavelmente à tragédia da guerra.
.
Acontece que no Brasil a linha de divisão social se mostra no sistema escolar em outros pontos, não no mesmo que na Alemanha.
.
E isso significa que não basta reproduzir as formas como são praticadas na Alemanha para que a Educação Waldorf tenha aqui o efeito socialmente sanante que tem lá (ou que ela foi projetada para ter). Aqui o desafio talvez seja muito maior, parece impossível mesmo... 
.
... mas se não estivermos preocupados em descobrir como conferir à Educação Waldorf realizada no Brasil uma função socialmente sanante como a que lhe foi destinada em seu contexto original, então ainda estaremos papagaiando formas sem realizar a essência da PW. (Essência = o que faz alguma coisa ser o que ela é).
.
Tenho certeza de que ninguém tem resposta suficiente a essa questão, até agora. Isto é: que ela é um desafio para nós e para as próximas gerações. (Motivo bastante para nos manter vivos e atuantes pelas próximas décadas, talvez séculos...)
.
Isto não é uma exposição de idéias já organizadas de antemão, é uma reflexão "em voz alta", em que vou percebendo novos aspectos à medida em que escrevo - mas a vontade de compartilhar com os colegas foi forte, então aí está.
.
Abraços a tod@s,
Ralf
.

Um comentário:

  1. muito bom Ralf, acho que vale a pena aprofundar sua reflexão sobre o tema. Abraço.

    ResponderExcluir