Acredite nos que buscam a verdade... Duvide dos que encontraram! (A.Gide)

14 outubro 2010

por que pessoas escolhem Serra apesar do sucesso histórico de Lula & equipe, e a razão metafísica da minha opção

.
Bom dia... aqui fala Ralf Rickli, brasileiro, 53 anos, que define sua atividade como "arte em ideias, palavras & educação", e peço licença de enviar a você uma única vez as razões do meu posicionamento na situação eleitoral atual. Não insistirei, mas se gostar peço que passe adiante a mensagem, ou pelo menos o link deste post.
.

I
.
De um lado, me surpreendo com o apoio a Serra por parte de algumas pessoas que parecem ter consciência social e sentimento ético. Não quero duvidar de que estão falando de boa fé, mesmo se tenho razões para considerá-la mais um caso de boa fé equivocada.
.
Essa me parece ser a
razão 1: informação insuficiente (porque colhida unilateralmente) e, sim, ingenuidade. 

.
É preciso entender que não foi por acaso nem por incompetência administrava que o Brasil chegou a 2002 como um país rico porém com a pior distribuição de renda do mundo: foi, ao contrário, por muita competência... no exercício da imoralidade, no exercício da gestão em benefício da minoria-de-que-se-faz-parte em detrimento da grande maioria. E não falo do governo FHC e sim de todos os 502 anos desde o descobrimento.
.

Como imaginar que essas minorias beneficiadas pela má distribuição iriam deixar as coisas mudarem sem reagir? 
.
Nunca foram outra coisa senão sua reação, em benefício próprio, as ferozes campanhas de imprensa que, a partir de um ou outro "mosquito" (como é impossível evitar que haja em qualquer situação humana) buscam retratar o governo do PT como uma horda de dragões.
.

Sei que para alguns é difícil crer que uma Editora Abril, que na virada 1960-70 ajudou a iluminar o país com publicações como a mensal Realidade, e depois a Veja dos tempos iniciais, dirigida por Mino Carta (atual diretor da Carta Capital) tenha se tornado a organização mafiosa que se tornou, capaz de pagar a jornalistas mercenários sem qualquer escrúpulo para fornecerem ao país uma imagem brutalmente deturpada dos fatos, fazendo crer que os mafiosos são os outros, e isso tudo em defesa da permanência de seu grupo de interesses no poder.
.

Mas vejam a vida nas periferias de São Paulo, vejam o interior do Nordeste, vejam a imagem e o papel real do Brasil na arena internacional,
.
... por outro lado recordem cuidadosa e honestamente o país que tínhamos antes, em todos esses níveis, com o domínio das elites que bancam as Vejas da vida para defendê-las...
.
... e aí por favor relembrem o antigo ditado É PELOS FRUTOS QUE SE IDENTIFICA A NATUREZA DA ÁRVORE.
.

II
.
Mas no que acabo de dizer já está implícito que além da razão dos enganados existe a razão dos enganadores - e é aqui que a coisa se torna mais delicada, pois
não há ser humano que não passe pela tentação de enganar para garantir confortos a si mesmo - inclusive se auto-enganar encontrando razões "justas" para o injusto. 

.
Com isso quero dizer: a
razão 2 e mais decisiva para alguém escolher o Serra não é o Serra, e sim apenas afastar o PT do poder seja com o que for. E isso, por sua vez, se dá por este motivo preciso: o receio (mesmo que inconsciente, pouco consciente, ou disfarçado sob quilos de "desculpas") "quem vai trabalhar a preço de banana para mim e os meus, se essa distribuição de renda continuar?"
.
Os "andares de cima" deste país foram formados por pessoas que eram zés-ninguém na Europa, e descobriram aqui o encanto de ter em quem mandar: qualquer um desses zés-ninguém logo virou sinhô, sinhá, comendador, em cima do trabalho de índios & africanos, trabalho que lá na Europa eles & os seus é que estariam fazendo.

.
É
esse o pânico ancestral que sobe das tripas, mesmo sem que se o entenda, quando se vê as grades da escada sendo retiradas e o pessoal do rés-do-chão começando a subir.
.

CONCLUSÃO
.
Como antídoto para a informação insuficiente e/ou ingenuidade, sugiro o que eu costumo fazer: ler (quase) todos os dias um pouco dos dois lados. Pois não deixo de ler as informações da fonte Folha/UOL, e às vezes também do/da Globo, Estadão e Abril...
.
... mas também leio todos os dias um pouco desse admirável exemplo de busca de equilíbrio e sensatez que é o
Luis Nassif e também do Luiz Carlos Azenha, e muitas vezes olho também essa escola de pensar ético e responsável que é o o blog do Leonardo Sakamoto, e espio ainda a Agência Carta Maior. Nem sonhem, aliás, que esses sejam sites extremados de esquerda, existe coisa léguas mais à esquerda do que eles! - que também consulto às vezes, e não cabe explicar agora por que não lhes dou prioridade.
.
Digo que, dessa leitura dos dois lados, qualquer pessoa que tenha buscado cultivar um certo senso-de-verdade tão isento quanto possível sai com uma impressão bastante clara de quem é que está blefando na imensa maioria das vezes.
.
Já quanto à ancestral e universal tentação de ser senhor de escravos
, só posso sugerir exame de consciência profundo. Ninguém é realmente isento dessa tentação, mas podemos aprender a identificá-la em nós e a nos posicionarmos contra ela
por princípio - um princípio que teremos que lutar todos os dias para não esquecermos, e para não desistirmos de tentar pôr em prática, apesar de atuar na contramão do nosso próprio conforto.
.
Mas por quê optar por um princípio assim incômodo?
.
Porque, acreditem:
o ato de um ser dominar outro em benefício próprio é o ato fundamental do mal. Todos os outros males derivam precisamente disso, e de nada mais.
.
Eu também tenho essa tentação, como todos - mas decidi, como disse, que jamais a aceitarei como legítima, e enquanto tiver ainda que um fio de consciência tentarei combatê-la antes de mais nada em mim mesmo.
.
Se você também considera essa tentação ilegítima, e a sua superação o objetivo maior da humanidade, prazer: somos colegas. Por mais insuficientes que ainda sejamos na nossa realização.
.
Mas se você considera legítimo que alguns dominem outros em benefício próprio... não, isso não é apenas mais uma opção com a qual se pode conviver: você com isso se faz cúmplice voluntário na culpa por todos os sofrimentos da espécie humana. Você optou por ser parte do problema da humanidade, e não das tentativas de solução.
.
E aí o melhor sentimento que posso ter em relação a você é torcer para que você ainda mude de atitude e de time - pois tolerância quanto a
essa posição você jamais terá de mim, em nenhum tempo em que eu exista como consciência. Se busco ser parte da solução, como poderei tolerar uma parte do problema sem tentar resolvê-la, dissolvê-la?
.
DEIXANDO BEM CLARO: NÃO identifico PT como "time do bem" e PSBD como "time do mal": a coisa é MUITO mais sutil que isso!!  Mas neste momento em que temos que participar de uma escolha binária: ou ficará X no poder, ou ficará Y, e não existe terceira opção - está abolutamente claro que uma das opções já mostrou na prática que tem por objetivo reduzir o poder da dominação de um humano sobre outro, enquanto a outra opção mostrou que tem quando muito o objetivo de amaciar a dominação com algum creminho, mas jamais combatê-la de fato.
.
E então diante dessa urna eu não tenho nenhuma dúvida do que minha consciência me manda fazer.

.

Um comentário:

  1. QUÉ ARGUMENTO TAN COMPLICADO!!

    SI yo FUESE BRASILEÑA VOTARÍA EN DILMA SIMPLEMENTE PORQUE

    "TIME QUE ESTÁ GANHANDO NÃO SE MEXE"

    aunque en la hora hache lo dudaría
    porque es mujer...

    (no lo parece pero sacando cuentas me imagino que ya no debe sufrir más de tpm's...).

    besos

    ResponderExcluir