Acredite nos que buscam a verdade... Duvide dos que encontraram! (A.Gide)

11 maio 2013

O que está por trás da ofensiva evangélica contra direitos de minorias, em qualquer lugar

.
.

Não se enganem, amigos: não são desconexos os crescentes ataques de evangélicos à causa dos direitos humanos das pessoas homo, bi e transexuais: eles seguem um PROGRAMA, o programa que está implícito no livro “A Estratégia” (The Agenda) do pastor presbiteriano-conservador estadunidense Louis P. Sheldon, editado no Brasil por Silas Malafaia.

A ironia do livro é que ele é uma inversão: acusa “os homossexuais” de terem um programa conspiratório para a dominação do mundo e opressão dos evangélicos - programa de cuja existência não existe evidência nenhuma, a não ser as interpretações absolutamente fantasiosas de fatos e de textos bíblicos apresentadas no livro - quando O LIVRO, ele sim, é parte de um programa conspiratório, esse fartamente documentado.

Existe um movimento registrado oficialmente cujo objetivo é promover a dominação militar e econômica dos Estados Unidos SOBRE O MUNDO TODO durante o século 21. O movimento tem inclusive site na internet, embora obviamente mostre pouco no site. Sabe-se que ele e possivelmente outros congêneres são quem realmente detêm o poder nos EUA desde pelo menos 1980, não importa o presidente nem seu partido.

Esse movimento insufla o fundamentalismo protestante para garantir verbas para seus planos de dominação militar no Oriente Médio, fazendo acreditar que a guerra entre Israel e seus vizinhos é necessária para que depois ocorra a segunda vinda de Jesus.

Esse movimento também insufla a população civil a se rebelar contra o Estado democrático, caluniando-o de pretender destruir A FAMÍLIA.

Isso já ocorreu no Brasil em 1964, quando religiosos a serviço dos EUA, tanto católicos quanto protestantes, ajudaram a organizar a tal Marcha da Família com Deus pela Liberdade, que serviu de pretexto para a intervenção de militares também comprados, que perseguiram mais de sete mil militares fiéis ao Brasil e impuseram por 21 anos o governo mais brutal e corrupto que já tivemos.

As forças do plano de dominação estadunidense não gostam nem um pouco do grau de independência que a América Latina e países “do Sul” conquistaram com a vigorosa participação do Brasil nos últimos 10 anos, e estão jogando todas as fichas para derrubar e/ou descaracterizar os governos do PT - recorrendo mais uma vez ao velho chavão de que “a família” está sendo ameaçada.

Hitler precisou perseguir uma suposta conspiração de judeus para conseguir o apoio das massas alemãs (em grande parte evangélicas) para seus planos de dominação. Os perseguidos eram caluniados de serem os perseguidores - e livros com “evidências” não faltavam.

Qualquer semelhança com o insuflamento das massas evangélicas contra os “planos de destruição da família” pelos “gayzistas” NÃO É NENHUMA COINCIDÊNCIA.

O Brasil vive seu momento mais perigoso desde 1964 - e VOCÊ, evangélico que acredita em tudo que um pastor fala ou escreve, está sendo mais uma vez UM INOCENTE ÚTIL NUMA TRAMA DIABÓLICA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário